Corpos são encontrados na Nova Zelândia 11 anos após acidente
Reprodução
Corpos são encontrados na Nova Zelândia 11 anos após acidente

A polícia da Nova Zelândia encontrou nesta quarta-feira (17) os corpos de dois trabalhadores mortos há onze anos devido a uma explosão de metano em uma mina de carvão. Na ocasião, 29 pessoas morreram. A corporação encontrou também um terceiro corpo, mas ainda não comprovou a identidade dele.

Ocorrido em 2010, o desastre da mina de carvão Pike River é considerado um dos mais graves do país. De lá para cá, diversas operações tentaram a recuperação dos corpos. A mina chegou a ser fechada e bloqueada por anos, quando, em 2019, o acesso aos investigadores foi liberado.

Autoridades do país acreditam que o acidente tenha sido causado por um acúmulo de gás metano. Apenas dois trabalhadores da mina sobreviveram à explosão.

Apesar da identificação dos corpos, o ministro responsável pelo resgate, Andrew Little, disse ser improvável que os corpos sejam recuperados.

"Sei que algumas famílias gostariam de ir mais longe, mas não é possível", lamentou.

Especialistas forenses trabalham no local na tentativa de identificar outras vítimas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários