Criança de 2 anos mata mãe a tiros em chamada de vídeo e pai é indiciado
Reprodução
Criança de 2 anos mata mãe a tiros em chamada de vídeo e pai é indiciado

A Polícia de Seminole, um condado localizado no estado da Flórida, nos Estados Unidos , indiciou Veondre Avery após seu filho de dois anos disparar contra sua namorada - e matá-la - utilizando sua arma de fogo em agosto deste ano. As informações são da BBC.

Apuração inicial dos investigadores explica que a arma encontrava-se carregada dentro de uma mochila infantil. Enquanto Shamaya Lynn, a mãe da criança, estava numa chamada de vídeo a trabalho pelo aplicativo Zoom quando o acidente ocorreu.

Roberto Ruiz, policial de Altamonte Springs, falou com um grupo de jornalistas locais sobre o ocorrido e definiu que "decisões geram consequências". "Como proprietário de uma arma, você tem a responsabilidade de cuidar dessas armas".

A acusação sobre Avery, de 22 anos, é de homicidio culposo - quando não há a intenção de matar - e por não manter uma arma de fogo dentro de uma residência sem as devidas seguranças. O tribuunal local informou que o rapaz ainda não registrou um advogado para representá-lo e que não realizou a admissão de culpa.


O homicídio culposo é passível de condenação a prisão por até 15 anos, no estado da Flórida. Há também a possibilidade de Avery ser condenado a 15 anos de liberdade condicional e o pagamento de uma multa de US$ 10 mil - cerca de R$ 55 mil na cotação atual.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários