Airshow China 2021
Reprodução
Airshow China 2021

Nesta quarta-feira (29), durante o evento Airshow China 2021, realizado no Aeroporto de Zhuhai, a China apresentou novos modelos aéreos para uso militar e aproveitou o momento para provocar os Estados Unidos. 

Durante discurso, o comandante-adjunto da Força Aérea da China, Wang Wei, respondeu a fala de Frank Kendall, o secretário da Força Aérea dos Estados Unidos, que afirmou recentemente que deveriam garantir a liderança  militar para "manter a China assustada".

“Só posso dizer que, se eles não estão assustados [com a tecnologia militar chinesa], vamos nos encontrar no céu", disse Wang Wei em resposta ao secretário da Força Aérea estadounidense. 

No evento, a China apresentou pela primeira vez o J-16D, que marca a primeira exposição pública da aeronave de guerra eletrônica. Em voos, também foi apresentado a nova versão do caça furtivo Chengdu J-20. 

Leia Também

Os chineses também inauguraram uma nova tecnologia militar para guerra eletrônica, com "pods" para uso de ondas eletromagnéticas, que atrapalham a capacidade do adversário. 

O evento demonstrou um grande avanço na tecnologia militar do país com o segundo maior orçamento militar do mundo, perdendo somente para os Estados Unidos. O Airshow 2021 chama atenção em meio ao crescimento das tensões geradas pela Guerra Fria 2.0, inciada pelo ex-presidente Donald Trump. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários