Bill de Blasio
Reprodução/Twitter
Bill de Blasio



O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, deu um recado direto ao presidente brasileiro Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (20): "Com os protocolos em vigor, precisamos enviar uma mensagem a todos os líderes mundiais, principalmente Bolsonaro, do Brasil, que se você pretende vir aqui, você precisa estar vacinado", disse De Blasio durante um pronunciamento. 

"Todos precisam estar em segurança e juntos, isso significa que todos precisam ser vacinados. A grande maioria das pessoas nas Nações Unidas, a grande maioria dos estados-membros estão fazendo a coisa certa", completou. 

Bolsonaro é o único entre os líderes do G20 que alega não ter tomado vacina contra a Covid-19 . Ele está nos Estados Unidos para discursar durante a abertura da 76ª Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). 

Três outros líderes não divulgaram nota oficial com a situação vacinal, são eles:  primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, e os dois ministros das Relações Exteriores da China e da Arábia Saudita. 

Leia Também

Tanto Salman Bin Abdulaziz Al-Saud, rei da Arábia Saudita, quanto Vladir Putin, presidente da Rússia, já se vacinaram contra a Covid-19. Ainda que a situação do presidente da China, Xi Jinping, seja um mistério, ele não comparecerá presencialmente ao evento. 

Não se vacinar e não estimular a vacinação é algo incomum entre os líderes das principais pontencias. Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido,  e Justin Trudeau, presidente do Canadá, divulgaram seus processos imunização nas redes sociais. 


Pizza

Bolsonaro parou para comer uma pizza na rua  pouco tempo depois de chegar a Nova York (EUA), neste domingo (19). O mandatário escolheu um lugar sem mesas e a poucas quadras de onde ele está hospedado. O chefe do Executivo está com sua equipe nos Estados Unidos para  discursar na Assembleia Geral da ONU neste terça-feira (21).

Nas imagens, publicadas por Gilson Machado, ministro do Turismo, Bolsonaro aparece comendo a pizza em pé, ao lado de vários ministros. Pedro Guimarães, presidente da Caixa, Anderson Torres, ministro da Justiça, Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria-Geral da Presidência, são alguns dos nomes que também viajaram à cidade.

Embora a ONU não tenha exigido o comprovante de imunização como uma condição para a participação do evento , a circulação por Nova York pode ficar restrita para quem não ainda não se vacinou, como Bolsonaro. Para comer na parte interna de restaurantes, por exemplo, a cidade determinou que os estabelecimentos verifiquem se os clientes estão vacinados antes de atendê-los nas mesas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários