O ex-presidente Bill Clinton, a ex-primeira-dama Hillary Clinton, o ex-presidente Barack Obama, a ex-primeira-dama Michelle Obama, o presidente Joe Bien, a primeira-dama Jill Biden, o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, a mulher de Bloomberg, Diana Taylor, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder democrata no Senado, Charles Schumer, na cerimônia
CHIP SOMODEVILLA / Getty Images
O ex-presidente Bill Clinton, a ex-primeira-dama Hillary Clinton, o ex-presidente Barack Obama, a ex-primeira-dama Michelle Obama, o presidente Joe Bien, a primeira-dama Jill Biden, o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, a mulher de Bloomberg, Diana Taylor, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder democrata no Senado, Charles Schumer, na cerimônia

No Marco Zero, onde ficavam as torres do World Trade Center (WTC) e foi construído um memorial, ele e os ex-presidentes Barack Obama e Bill Clinton prestaram homenagem aos mortos nos ataques.

Todos os presentes fizeram um minuto de silêncio às 8h46 (9h46 em Brasília), no horário em que o primeiro avião, sequestrado por cinco dos 19 terroristas da al-Qaeda envolvidos no atentado, atingiu a Torre Norte do WTC. Os nomes das quase 3 mil vítimas foram lidos no evento solene, como vem ocorrendo todos os anos.

O Marco Zero de Manhattan, onde ficavam as Torres Gêmeas, se tornou um local de peregrinação e homenagem aos mortos. Os dois edifícios foram substituídos por um monumento, uma imensa fonte com formato de piscina cujas paredes funcionam como suaves cascatas e têm os nomes gravados das 2.753 vítimas de Nova York.

Os demais morrerram no ataque ao Pentágono e no quarto avião sequestrado, que caiu na Pensilvânia quando se dirigia à capital, Washington.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários