Montanha-russa Do-Dodonpa, no Fuji-Q Highland Park, no Japão
Reprodução/Facebook
Montanha-russa Do-Dodonpa, no Fuji-Q Highland Park, no Japão

Uma montanha-russa capaz de atingir 180 quilômetros por hora foi fechada por tempo indeterminado, no Japão. A atração de um parque de diversões ficará sem funcionar enquanto as autoridades investigam se a aceleração tem causado fraturas nos ossos dos passageiros.

Pelo menos quatro pessoas que usaram a montanha-russa Do-Dodonpa, no Fuji-Q Highland Park, relataram fraturas nas costas e no pescoço depois que desembarcaram. As informações são do jornal The Washington Post.

Os relatos de fratura são de passageiros que brincaram na montanha-russa entre dezembro do ano passado e agosto de 2021. De acordo com a CNN, as vítimas têm entre 30 e 50 anos e o último incidente teria ocorrido em 2 de agosto.

A Do-Dodonpa tem 49 metros de altura e 1,2 quilômetros de percurso. A montanha-russa atinge a velocidade máxima em apenas 1,56 segundos. Segundo o The Washington Post, trata-se do brinquedo com a mais rápida aceleração no mundo.

A Sansei Technologies, empresa que construiu a montanha-russa, publicou uma declaração na qual sustenta que não há qualquer evidência de que os ferimentos foram provocados pelo brinquedo. Em um comunicado em sua página oficial, o Fuji-Q Highland Park segue nesta mesma linha de argumentação.

"Até o momento, a relação causal entre lesões e o brinquedo do parque de diversão ainda não foi confirmada. Gostaríamos de expressar nossas mais profundas condolências aos clientes feridos e pelos transtornos causados, mas faremos o possível para investigar a causa sob a orientação do governo", diz o comunicado do Fuji-Q Highland Park.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários