Tanque de guerra
Banco de imagens/Pixabay
Tanque de guerra

Autoridades judiciais estão sem saber o que fazer com um idoso aposentado de 84 anos que guardou um tanque da 2ª Guerra Mundial, uma arma antiaérea e um torpedo no porão de casa, na cidade de Keikendorf, Alemanha.

O idoso foi descoberto e precisou entregar os itens em julho de 2015, quando foram removidos da casa com  ajuda do exército. Neste momento, promotores e advogados decidem se a "coleção" violava a Lei Alemã de Controle de Armas de Guerra, segundo a qual a fabricação, venda e transporte de armas militares são reguladas. As autoridades negociam possíveis penas para o homem, podendo chegar a uma multa de 500 mil euros [em torno de R$ 3 milhões].

A defesa afirma que várias armas não funcionam mais e que o tanque Panther foi comprado como sucata. Já os promotores alegam que uma parte das armas ainda podem ser usadas. O objetivo da defesa é diminuir a multa para 50 mil euros [cerca de R$ 300 mil], segundo o jornal "Die Welt".

Segundo historiadores, o tipo do tanque escondido na casa do idoso era o mais eficiente veículo usado pelas tropas alemãs na 2ª Guerra Mundial. Museus norte americanos e colecionadores alemães desejam comprá-lo legalmente. As decisões finais do caso devem ser tomadas pela justiça em agosto.

- Com informações do G1.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários