Espécie de rato que acreditava-se estar extinta há mais de 150 anos foi encontrada em ilha na Austrália
Reprodução Australian Wildlife Conservancy
Espécie de rato que acreditava-se estar extinta há mais de 150 anos foi encontrada em ilha na Austrália

O Rato de Gould, espécie que acreditava-se estar extinto desde a metade do século XIX, foi encontrado habitando ilhas remotas na Austrália .

Antes da colonização inglesa no país, a espécie do roedor era comum ao redor da Austrália, todavia, foi totalmente dizimada devido à caça de gatos selvagens e também por competir com outros camundongos trazidos pelos colonizadores.

Cientistas usaram amostras de DNA de diversas espécies e descobriram que o Rato de Shark Bay, conhecido por habitar em pequenas ilhas australianas, tem material genético idêntico ao do rato de Gould.

Os pesquisadores que fizeram a descoberta celebraram a notícia:

'É emocionante que o rato de Gould ainda esteja por aí, mas seu desaparecimento do continente destaca a rapidez com que esta espécie passou de ser distribuída na maior parte da Austrália para apenas sobrevivendo em ilhas offshore na Austrália Ocidental”, afirma a bióloga Emily Roycroft.


Além desta descoberta, genes de mais de 50 especies que datam de mais de 150 anos atrás foram descobertos. 

A partir disso, os pesquisadores podem entender melhor os motivos que levaram a extinção e a grande queda da população de diferentes espécies.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários