Michael Haak admitiu que
Reprodução
Michael Haak admitiu que "se envolveu em conduta inadequada"

A Justiça norte-americana condenou o piloto Michael Haak, de 60 anos de idade, que confessou ter visto conteúdo pornográfico durante um voo entre a Filadélfia e Orlando em 10 de agosto de 2020. As informações são do jornal CNN.

Haak recebeu como pena a detenção de um ano em liberdade condicional e uma multa de R$ 26 mil - ou U$ 5.000 - após acordo com o Ministério Público.

Em seu depoimento, o piloto explicou que "se envolveu em conduta inadequada" já que "tudo começou como uma brincadeira consensual entre mim e outro piloto. Nunca imaginei que se transformaria nisso."


Na ocasião, o homem se despiu e assistiu a um "conteúdo pornô em um laptop" enquanto a aeronave voava numa altitutde de cruzeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários