A obra recebeu o nome de
Reprodução
A obra recebeu o nome de "Eu Sou" e foi adquirida por um colecionador local.

Leilões artísticos são tradicionais ao redor do mundo, mas uma arte comercializada na Itália na última terça-feira (01) por quase R$ 100 mil chamou a atenção. Isso porque ela é invisível.

O artista e compositor da obra, Salvatore Garau, explica que ao devidir 'expor' a sua escultura imaterial "num dado espaço, esse espaço vai concentrar uma certa quantidade e densidade de pensamentos num ponto preciso, criando uma escultura que, pelo meu título, só vai assumir as mais variadas formas. Afinal, não moldamos um Deus que nunca vimos?"

Como a venda foi realizada na Itália , seu comprador desembolsou 15 mil euros. O que equivale a quase R$ 100 mil - ou R$ 94.350,00 na cotação atual.


A obra recebeu o nome de "Eu Sou" e foi adquirida por um colecionador e dono de um restaurante que irá 'expor' o artefato em seu comércio. Salvatore alega que o "sucesso do leilão atesta um fato irrefutável: o vácuo nada mais é do que um espaço cheio de energia."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários