Parentes da vítima atacaram funcionários do centro de Saúde
Reprodução
Parentes da vítima atacaram funcionários do centro de Saúde

Imagens de uma briga generalizada na porta de um hospital em Delhi, na Índia , viralizaram nas redes sociais. Familiares de uma mulher de 62 anos que morreu por falta de leito após contrair a Covid-19 atacarem funcionários da instituição de saúde.

Segundo informações do jornal Indian Express, o caso aconteceu no início da manhã desta terça-feira (27) no Hospital Apollo, localizado na região sul da cidade. Um porta-voz da polícia confirmou que a vítima foi recebida no setor de emergência, mas que não havia letiso disponíveis devido ao colapso da saúde causado pela expansão da pandemia do coronavírus.

Em comunicado, o Hospital Apollo confirmou que prestou "atendimento rápido e apropriado" e que informou aos familiares da mulher para que procurassem outra unidade de saúde por conta da falta de leitos para Covid-19 no local. Entrentanto, ainda conforme a nota divulgada, a paciente morreu poucas horas depois, sem conseguir uma transferência, o que deu início ao tumulto.

"Os familiares cometeram atos de vandalismo, destruíram propriedades do hospital e atacaram médicos e outros funcionários com pedaços de pau", informou o hospital. Além da confusão externa, imagens compartilhadas nas redes sociais mostram as cenas de destruição dentro da instituição.

"Prestamos nossas condolências aos parentes da vítima, mas ficamos extremamente chocados com a conduta adotada contra os nossos profissionais de saúde, que estão tentando oferecer o melhor serviço de atendimento possível em meio à crise sanitária que assola o país", concluiu um porta-voz do hospital .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários