Para frear avanço da Covid-19, Argentina suspende voos vindos do Brasil
Neil Martin/Unsplash
Para frear avanço da Covid-19, Argentina suspende voos vindos do Brasil

O governo da Argentina anunciou a suspensão de voos vindos do Brasil, Chile e México, a partir de sábado, como forma de conter a chegada de diferentes variantes do novo coronavírus  ao país, e tentar evitar ou amenizar uma segunda onda da doença. Até agora, apenas os voos vindos do Reino Unido estavam vetados. A suspensão das viagens, assim como o fechamento das fronteiras terrestres, serão válidos por tempo indeterminado.

Quem voltar ao país será obrigado a realizar um teste (e pagar por ele) logo na chegada ao aeroporto, além de permanecer em isolamento por 10 dias. Um novo teste deverá ser feito sete dias depois do primeiro. Quem apresentar resultado positivo precisará realizar um exame de sequenciamento genético do vírus, para determinar se ele está infectado com alguma das variantes — o passageiro também será orientado a seguir para um dos locais de isolamento estabelecidos pelo governo, igualmente com os custos pagos pelo viajante.

O governo afirma que os cerca de 28 mil argentinos hoje no exterior deverão organizar o retorno por conta própria, descartando viagens de repatriação. Eles devem apresentar uma declaração sobre os locais onde estiveram nos últimos 14 dias antes da chegada ao país.

Com cerca de 2,28 milhões de infecções e 55 mil mortes, o governo argentino tenta evitar uma nova onda de casos, em um momento em que o número de infecções parece aumentar e que alguns dos vizinhos na América do Sul enfrentam um colapso em seus sistemas de saúde, como o Brasil e o Paraguai.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários