Joe Biden, o novo presidente dos Estados Unidos
Gage Skidmore/Creative Commons
Joe Biden, o novo presidente dos Estados Unidos

O presidente eleito dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden , e sua vice, Kamala Harris , tomam posse nesta quarta-feira (20) em uma cerimônia que estará sob um rígido esquema de segurança e regras sanitárias duras para evitar novas contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

As medidas foram tomadas após o  Capitólio ser invadido no dia 6 de janeiro por uma multidão de manifestantes insuflada pelo presidente Donald Trump e também por conta de os EUA terem batido recorde de mortes pela Covid-19 na última terça-feira (12), quando foram registrados 4.470 óbitos em um dia.

Onde é e qual o horário da cerimônia de posse?

Por lei, o dia da posse nos EUA é sempre no dia 20 de janeiro. Os discursos de abertura são geralmente programados para cerca de 11h30 no horário de Washington (13h30, no horário de Brasília). Joe Biden e Kamala Harris prestarão juramento ao meio-dia, horário exato que o mandato de Donald Trump termina.

A cerimônia é realizada na área externa do Capitólio, onde é montado um púlpito para pronunciamentos e ainda são instaladas cadeiras para que outras autoridades acompanhem. Normalmente, a posse é um dia de festa nos EUA, com milhares de apoiadores se juntando para acompanhar a transferência de poder.

Quais medidas de segurança serão tomadas?

Para evitar aglomeração e cenas como as registradas durante a invasão do Capitólio, este ano haverá restrição de público. De acordo com a agenda oficial divulgada pela Comissão de Inauguração Presidencial, o juramento feito por Biden e Kamala terá público limitado. Serão permitidos apenas 1.000 convidados.

Você viu?

Em condições normais, cerca de 200 mil pessoas comparecem à posse. Elas acompanham o evento das escadarias do Capitólio e também do gramado que fica à frente do prédio que é a sede do Legislativo dos EUA. Para garantir a segurança, mais de 25 mil homens da Guarda Nacional estarão no local.

Hino nacional e apresentações musicais

Após os juramentos e discursos, a cantora Lady Gaga vai cantar o hino nacional dos EUA. Ela foi escolhida após declarar apoio a Joe Biden nas eleições presidenciais. Esse sempre foi um costume tradicional nas cerimônias e, em anos anteriores, já participaram nomes famosos como Aretha Franklin e Beyoncé, ambas nas duas posses do ex-presidente Barack Obama.

Essa tradição de chamar grandes ícones da música, no entanto, foi interrompida por Trump que chamou o ex-participante do reality show "America's Got Talent" Jackie Evancho. Este ano, porém, a posse vai ter um toque especial para os brasileiros. Na playlist está confirmada a música "Make It Hot", da cantora Anitta.

Desfile militar e escolta à Casa Branca

Para este ano estpa mantida a cerimônia de "revisão de passagem", que é uma parte tradicional da transferência pacífica de poder, onde o novo presidente — que também é o comandante das Forças Armadas — inspeciona as tropas estadunidenses.

Em vez do desfile habitual pela Avenida Pensilvânia até a Casa Branca, porém, os organizadores dizem que farão um "desfile virtual" de tropas. Biden, Harris e seus cônjuges serão então escoltados até a Casa Branca por membros do Exército, incluindo uma banda e uma bateria.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários