Zhukova era acusada de assassinar pelo menos três pessoas%2C incluindo uma menina de 7 anos.
Reprodução/Todaykhv.ru/east2wet.news
Zhukova era acusada de assassinar pelo menos três pessoas, incluindo uma menina de 7 anos.

A serial killer Sofia Zhukova, de 81 anos, morreu em decorrência do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Rússia . Ela era conhecida por fazer doces com os corpos das vítimas. 

A mulher estava na prisão e havia sido transferida para um hospital por causa da doença, mas não resistiu. A morte de Sofia Zhukova ocorreu no último dia 29, e a notícia foi divulgada recentemente.

Conforme os jornais The Sun e Daily Mail , ela era acusada de assassinar  três pessoas. Zhukova teria decepado a cabeça de uma menina de 7 anos, matado uma amiga de 77 anos e também um zelador. 

Os crimes de autoria de Zhukova começaram em 2005. Quando ela foi presa, policiais encontraram intestinos humanos na geladeira. A idosa negou ser canibal.

Na Rússia, os rumores são de que ela cozinhava os restos das vítimas e fazia doces .

Durante um julgamento, foram exibidos vídeos em que Zhukova estava com um machado explicando a detetives como matou uma das vítimas . Em depoimento, ela admitiu o crime.

"Eu matei o zelador, mas ele me estuprou. O que você acha que eu deveria ter feito? Piquei ele com um machado", confessou a mulher.

A polícia russa também investigava outros quatro homicídios que teriam relação com a serial killer.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários