Espanha fará registro de pessoas que se recusarem a se vacinar contra a Covid-19
ig
Espanha fará registro de pessoas que se recusarem a se vacinar contra a Covid-19

O ministro da saúde da Espanha , Salvador Illa, declarou na última segunda-feira (28), que as pessoas que se recusarem a tomar a  vacina contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2) serão registradas em um documento que será compartilhado com outros países da união européia.

O responsável pela pasta declarou em uma entrevista concedida à um canal de TV do país que o documento compartilhado com as outras nações não será público e que respeitará a privacidade das pessoas, mas "quanto mais vacinados, melhor".

"Pessoas que decidirem não se vacinar, o que eu considero um erro, estão dentro dos seus direitos", declarou Illa. "A vacinação salva vidas, é a saída dessa pandemia", finaliza.

A Espanha registrou desde o início da pandemia, 1,8 milhão de infectados com a doença, e ultrapassou os 50 mil óbitos em decorrência da Covid-19.

No início do mês, Salvador Illa declarou que o país espera vacinar 70% da população até o final do verão de 2021, que no continente europeu, será em setembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários