argentina
Presidência/Divulgação/BBC
O presidente Alberto Fernández e o governador da província de Buenos Aires, Axel Kicillof, fazem pronunciamento com prefeito da capital, o político de oposição Horacio La


O governo da Argentina proibiu a entrada de turistas dos países fronteiriços . A decisão foi expedida na última setxa-feira (25) e deverá valer até o dia 8 de janeiro, quando será revista.

A Argentina alterou os protocolos de recebimento de turistos por conta do aumento do números de casos de Covid-19 (Sars-cov-2) no país, assim como o surgimento de mutações do vírus em países ao redor ddo mundo. Os argentinos também vão precisar adotar certos cuidados ao viajar para o exterior.

Pouco menos de um mês da abertura do espaço aéreo para os vizinhos, em outubro, a Argentina volta a endurecer as regras impedindo a entrada de cidadãos de Brasil, Chile, Bolívia, e Paraguai. Para voltar ao país, os argentinos precisam apresentar o teste negativo para Covid-19 , do tipo PCR, e, necessariamente, fazer por uma semana ao chegar no território.

Os vizinhos serão tratados como os cidadãos do Reino Unido que, após identificar mutações da Covid-19 em seu território, foram impedidos de entrar na Argetina.  Itália, Dinamarca, Países Baixos e Austrália também tiveram voos suspensos para a Argetina.


Apenas dois aeroportos, ambos na região de Buenos Aires, poderão realizar viagens internacionais, são eles Ezeiza e San Fernando. A Argentina tem  1.574.554 casos de coronavírus, com 42.422 mortos , segundo os dados da Universidade Johns Hopkins.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários