Ex-presidente foi recebido por multidão após cruzar fronteira com a Argentina, onde estava exilado
Reprodução/Twitter
Ex-presidente foi recebido por multidão após cruzar fronteira com a Argentina, onde estava exilado

ex-presidente da Bolívia Evo Morales voltou ao seu país natal na manhã desta segunda-feira (9) após ficar quase um ano em exílio no México e na Argentina.
O político atravessou a fronteira terrestre entre a cidade argentina de La Quiaca e foi recebido por dezenas de apoiadores na boliviana Villazon. Junto a Morales, voltou também o ex-vice-presidente Alvaro Garcia Linera.

Informações da imprensa boliviana afirmavam que o retorno de Morales ocorreria nesta segunda após ele viajar até a cidade de La Quiaca, na província argentina de Jujuy, no último domingo. Lá, esteve ao lado do presidente Alberto Fernández em seu último jantar antes da volta para casa.

Agora, a expectativa é de que a multidão que acompanha Morales, que conta com banda e uma imensa carreata , atravesse diversas cidades bolivianas nas próximas horas até a chegada em Potosí, de onde o ex-presidente deve pegar um voo até Cochabamba , onde desembarcará na terça-feira (10).

Exilado na Argentina desde o dia 12 de novembro de 2019, Morales foi forçado a deixar a Bolívia após ter seu nome envolvido em denúncias de fraude eleitoral, quando tentou "forçar" sua continuidade na presidência. A saída aconteceu em meio à uma revolução no país, com direito a motim da polícia e inssurgência militar.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários