Simone Barreto Silva tinha 44 anos e foi uma das vítimas do atentado terrorista à basílica de Nice%2C na França
Foto: Divulgação/ Lavage de la Madeleine
Simone Barreto Silva tinha 44 anos e foi uma das vítimas do atentado terrorista à basílica de Nice, na França

Simone Barreto, uma das vítimas do  atentado terrorista na Basílica de Notre-Dame de Nice, será enterrada na França. A informação é de amigos, familiares e do governo da Bahia. 

Natural de Salvador, Simone morava na França desde os 19 anos e tinha nacionalidade francesa, formação de cozinheira, e atualmente trabalhava também como cuidadora de idosos.

O caso

Simone chegou à basílica Notre-Dame, no centro da cidade de Nice, antes da primeira missa da última quinta-feira. Era por volta de 8h30 da manhã (4h30 no Brasil) quando ela e outras duas pessoas foram atacadas à faca por um jovem de 21 anos de origem tunisiana.

Ele carregava uma sacola com uma cópia do Alcorão (livro muçulmano), dois celulares e três facas com lâminas de 17cm, segundo contou o procurador francês Jean-François Ricard à imprensa.

O homem golpeou três pessoas no pescoço e só a brasileira conseguiu sair da catedral com vida. As duas outras vítimas, uma mulher de cerca de 70 anos e o sacristão que todos os dias abria a catedral, morreram no local. O ataque, segundo autoridades francesas, durou cerca de 25 minutos.

"Ela foi até o restaurante e chegando lá ela pediu socorro e pediu para que falassem para os filhos dela que ela os amava". Quem conta as últimas palavras da brasileira Simone Barreto é uma amiga de longas datas. "Ela saiu correndo da igreja, pedindo socorro. Justamente essa ação dela foi o que possibilitou os policiais pegarem o criminoso".

Simone deixa três filhos, de 15, 10 e 6 anos. O mais velho é um adolescente, fruto do relacionamento com um francês. Todos os filhos de Simone nasceram na França. Os pais dela já são falecidos.

    Veja Também

      Mostrar mais