Debate
Reprodução/Twitter
Para evitar que um candidato atrapalhe o outro, emissora resolveu silenciar microfones

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , e o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, terão microfones silenciados durante as falas do rival no segundo e último debate televisivo das eleições de 2020, marcado para 22 de outubro.

A medida foi tomada pela comissão organizadora dos debates presidenciais nos EUA e tem como objetivo evitar o festival de interrupções, especialmente por parte de Trump, no primeiro embate entre os dois candidatos.

O presidente e Biden terão seus microfones silenciados nos dois primeiros minutos de fala do adversário no início de cada um dos seis segmentos de 15 minutos de discussão. Após dois minutos sem interrupção para cada um, os candidatos poderão debater sem amarras.

O chefe de campanha de Trump, Bill Stepien, criticou a novidade e a definiu como "última tentativa" da comissão de beneficiar seu "candidato preferido". O último debate terá como temas de discussão a pandemia do novo coronavírus, as famílias americanas, a questão racial, as mudanças climáticas, a segurança nacional e a liderança.

A campanha de Trump também reclama da ausência da política externa no debate, embora as equipes dos dois candidatos tenham concordado que os assuntos seriam escolhidos pela moderadora Kristen Welker, da NBC.

    Veja Também

      Mostrar mais