protesto contra trump
Reprodução
Milhares de mulheres foram às ruas nos Estados Unidos protestar contra o presidente Donald Trump às vésperas das eleições

Às vésperas das eleições presidenciais, milhares de mulheres foram às ruas em Washington e outros lugares dos Estados Unidos neste sábado (17) protestar contra a reeleição do presidente Donald Trump e criticar sua nomeação de uma juíza considerada ultraconservadora para a Suprema Corte .

As manifestações se inspiraram na primeira Marcha das Mulheres em Washington, grande mobilização contra Trump que ocorreu no dia seguinte a posse do presidente norte-americano, em 2017.

Segundo organizadoras dos protestos , mais de 100.000 pessoas participaram das cerca de 430 manifestações pelos Estados Unidos neste sábado. Os atos ocorreram em diversos pontos do país, como Washington, Nova York, Los Angeles, Chicago e Fort Lauderdale, na Flórida, considerado estado crucial para a disputa nas eleições.

Além das críticas a Trump e o apoio a seu principal rival nas eleições presidenciais de novembro, as mulheres também trouxeram outras pautas para os atos, como homenagens a  Ruth Bader Ginsburg , juíza da Suprema Corte que é ícone para mulheres e progressistas e faleceu há um mês, em 18 de setembro deste ano.

A substituta de Ginsburg, Amy Coney Barrett, católica e anti-aborto nomeada por Trump, foi alvo de críticas nos protestos deste sábado. 

    Leia tudo sobre: donald trump

    Veja Também

      Mostrar mais