Jovem
Reprodução
Timesha Beauchamp foi erroneamente declarada morta no último mês de agosto nos EUA

No último domingo (18), a jovem Timesha Beauchamp, de 20 anos, que ganhou as manchetes nos EUA em agosto quando foi erroneamente declarada morta e passou horas em uma funerária de Detroit, acabou morrendo devido ao graves traumas causados em seu cérebro por conta da falta de oxigenação.

"Nossa família inteira está devastada. Esta é a segunda vez que recebemos a confirmação de que nossa amada Timesha está morta. Infelizmente, desta vez ela não vai mais voltar. Desta vez, ela teve o direito de morrer tranquilamente", afirmou a família da jovem em um comunidado divulgado à imprensa norte-americana, no qual revela que a causa da morte foi um severo dano cerebral.

A história de Timesha ficou conhecida ainda no mês de agosto, quando ela sofreu um problema respiratório e seus familiares resolveram solicitar a ajuda de paramédicos . Ao chegar no local, os profissionais constataram que ela estava sem pulsação e, erroneamente, a declararam morta .

Com isso, o corpo da jovem foi encaminhado a uma funerária da região dentro de um saco para corpos. Ao chegar no local, o legista constatou que a jovem estava respirando e com os olhos abertos e mandou que ela fosse levada a um hospital. Foi exatamente aí que ela passou os últimos dois meses, até ter a morte cerebral confirmada, desta vez corretamente.

Em entrevista ao Detroit Free Press, o advogado da família disse que o erro foi causado por negligência dos paramédicos, que foram demitidos e ainda podem perder a licença de trabalho por conta do trágico episódio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários