Quase sete mil pessoas foram presas e duas morreram até o momento
MBKhMedia / Twitter
Quase sete mil pessoas foram presas e duas morreram até o momento.

Nesta sexta-feira (14), cerca de mil  manifestantes detidos em protestos contra a reeleição do presidente Alexander Lukashenko foram libertados, em Belarus . Pelo menos 6.700 pessoas foram presas e duas morreram ao longo dos últimos dias em manifestações causadas pelo resultado da eleição presidencial .

A revolta popular se dá em função da reeleição de Alexander Lukashenko , que está no poder há 26 anos.

Segundo informações da DW , familiares e amigos esperavam do lado de fora de um centro de detenção em Minsk para dar comida e cobertores aos recém-libertados.

Alguns manifestantes apresentavam hematomas e afirmaram ter sido espancados, além de privados de comida e água.

O vice-ministro do Interior de Belarus, Alexander Barsukov, negou que qualquer abuso tenha ocorrido.

A ONU e políticos da União Europeia têm criticado a resposta do governo de Belarus às manifestações populares .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários