Bandeira de Israel
Pixabay/Creative Commons
Governo dos Emirados Árabes foi duramente criticado por firmar o acordo com Israel.

Um dia depois do anúncio de um acordo de paz entre os Emirados Árabes Unidos (EAU) e Israel , os governos do Irã e da Turquia criticaram a decisão.

Através de um comunicado emitido pelo ministério das Relações Exteriores, o Irã chamou o acordo de “estupidez estratégica”. "O povo oprimido da Palestina e todas as nações livres do mundo nunca perdoarão a normalização das relações com o ocupante e o regime criminosos de Israel”, afirma a nota.

Já a Turquia acusou os Emirados Árabes de “trair a causa palestina”, visando apenas seus interesses particulares. "Enquanto trai a causa palestina para servir a seus pequenos interesses, os Emirados Árabes Unidos se esforçam para apresentar isto como uma espécie de sacrifício pelos palestinos", diz o governo turco.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, é crítico dos países árabes, que, em sua visão, não adotam posturas firmes diante de Israel. O mandatário estaria cogitando suspender relações diplomáticas com os Emirados Árabes.

    Veja Também

      Mostrar mais