duas fotos
Maxar e Rabz the Copter / Montagem do Juxtapose
Imagens foram registradas em julho e agosto

Imagens aéreas tiradas por satélite e por um drone mostram a dimensão dos danos causados no epicentro da explosão no porto de Beirute, no Líbano, na tarde desta terça-feira (4) .

A primeira foto, um registro do mês de julho feito pela empresa de tecnologia Maxar, mostra navios, depósitos e um espaço para circulação de pessoas. A imagem aérea do local depois da explosão, publicada pelo perfil "Rabz the copter" em uma rede social, logo viralizou nas redes sociais.

Nela, é possível ver um buraco onde antes havia um galpão. Possivelmente, nele estava o nitrato de amônia que causou a explosão,  matando pelo menos cem pessoas e deixando mais de 4 mil feridos.

Veja, abaixo, o antes e o depois do porto de Beirute. Arraste para mover:


    Veja Também

      Mostrar mais