homem de capuz
Polícia de Cambridgeshire / Reprodução
Homem decidiu se esconder propositalmente

Um homem de 40 anos foi encontrado vivo cinco anos após desaparecer e ser dado como morto em Cambridgeshire, no Reino Unido. Segundo a polícia, Ricardas Puisys,  que é natural da Lituânia, trabalhava em uma fazenda quando desapareceu.

No ano de 2015, quando ele não voltou para o alojamento no qual morava depois de um dia de trabalho, a polícia foi acionada. Os documentos de identificação dele foram encontrados abandonados, o que aumentou as hipóteses de assassinato.

Poucos meses antes da suposta morte, as condições de trabalho de Ricardas eram investigadas por serem semelhantes à escravidão moderna. Uma pessoa chegou a ser presa e interrogada por envolvimento no suposto assassinato, mas foi liberada em seguida.

A polícia chegou até Ricarda após denúncias anônimas informarem que ele estava vivo e com boa saúde. O homem, então, confessou que tinha fugido sem dar sinal de vida porque era explorado pelo patrão e temia pela própria segurança após o início das investigações.

"Por quase cinco anos o desaparecimento de Ricarda foi um completo mistério. Isso mudou quando recebemos informações no fim de junho que nos levaram a encontrá-lo", afirmou ao jornal britânico Daily Mail o chefe da polícia local, Rob Hall

Sob proteção, o homem coopera com a polícia em uma nova investigação sobre a exploração de força trabalhista na empresa em que trabalhava.

    Veja Também

      Mostrar mais