Suécia não adota medidas restritivas diante da pandemia
Reprodução
Suécia não adota medidas restritivas diante da pandemia


Nesta quinta-feira (30), a  Suécia ultrapassou a marca de 80 mil casos da Covid-19. Por esse motivo, a Agência de Saúde Pública e o governo do país pedem que os cidadão permaneçam em home office até o último dia do ano.



Desta forma, pretende-se diminuir a aglomeração em locais públicos, principalmente transportes coletivos. Assim, trabalhadoras considerados essenciais podem se encaminhar aos seus locais de trabalho em segurança.

Você viu?

A agência afirma que existe uma possibilidade de que casos aumentem no outono. No entanto, existem informações de que os casos graves diminuíram.

O total de casos no país atualmente é de 80.100, enquanto as mortes estão em 5.739. O país é considerado um dos piores em relação ao controle da pandemia do novo coronavírus devido às medidas de proteção, consideradas como brandas demais.

Desta forma, países ao redor que conseguiram controlar o novo coronavírus, como Noruega, Dinamarca e Finlândia, fecharam suas fronteiras com a Suécia.

Ao contrário desses e de tantos outros países, os comércios considerados como não-essenciais seguem abertos. Além disso, o país renega a prática do uso de máscaras, por acreditar que o acessório não é realmente eficaz na contenção da Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários