coreia
Reprodução/Twitter Josh Berlinger
Líder da Coreia do Norte assiste ao desfile militar “de camarote”, cercado de autoridades de seu governo, nesta quinta-feira (8)


A Coreia do Norte responsabiliza a Coreia do Sul pelo seu primeiro caso do novo cornavírus (Sars-cov-2). A capital do sul, Seul, nega a responsbailidade. Segundo o governo norte-coreano, o primeiro paciente de covid-19 do país é um desertor que retornou secretamente ao país. 


O sul defende que não reconhece que o homem que retornou ao norte, cujo nome seria Kim, estivesse infectado. O governo da Coreia do Norte divulgou no último dmoingo (26) que identificou na cidade fronteiriça de Kaesong o primeiro caso da doença no país , em um homem que desertou do país do sul há três anos e retornou recentemente ao país do norte.

Kim jong-un decretou " emergência máxima " enquanto a situação não for controlada. Seul diz que o homem que acreditam ser o paciente zero não teria se infectado no retorno para o norte.

"Essa pessoa não está registrada como um paciente de covid-19 nem é classificada como uma pessoa que teve contato com pacientes com o vírus", disse Yoon Tae-ho, chefe de desinfecção sul-coreano, na segunda-feira (27).

A Coreia do Sul possuiu um dos melhores sistemas de rastreamento e monitoramento de casos do novo coronavírus, além disso o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul (KCDC) disse ter testado duas pessoas que tiveram contato com o homem que retornou ao norte e ambos testaram negativo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários