Coronavirus
Pixabay
O país asiático dizia não ter casos da doença.

Meses depois do início da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), a Coreia do Norte registrou o primeiro caso “suspeito” da doença. A informação foi dada pela agência de notícias oficial do país, KCNA, na noite deste sábado (domingo, no horário local).

Segundo a agência, o suspeito é uma pessoa que voltou para o país no dia 19 de julho depois de ter cruzado de forma ilegal a fronteira com a Coreia do Sul. Ele seria um fugitivo que foi para o país vizinho há três anos atrás.

A agência diz ainda que ele foi encontrado na cidade de Kaesong, que fica na fronteira entre as Coreias. A pessoa está sendo “submetida a uma quarentena rigorosa” e as autoridades estão monitorando “minuciosamente” quem teve contato com ela.

Anteriormente, o governo norte-coreano afirmou que o país não havia registrado casos de Covid-19 e que suas fronteiras ficariam fechadas. Depois da suspeita, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Um convocou uma reunião emergencial para implantar “um sistema de emergência máximo”.

    Veja Também

      Mostrar mais