Trump discursa no Monte Rushmore
Twitter/Reprodução @markito 171
Trump discursa no Monte Rushmore


Atrás 12 pontos percentuais do concorrente democrata Joe Biden na corrida eleitoral, o presidente Trump escolheu dar um tom político ao seu discurso    no Monte Rushmore.

Trump repetidamente criticou as recentes agitações civis e as "multidões raivosas" que atingiram estátuas históricas em meio a protestos de injustiça racial provocados pela morte de George Floyd.

"Não se engane, esta revolução cultural de esquerda foi projetada para derrubar a revolução americana", disse Trump.

"Eles acham que o povo americano é fraco, suave e submisso", disse o presidente.

"Mas não, o povo americano é forte e orgulhoso e não permitirá que nosso país e todos os seus valores ... sejam tirados deles".

Um incidente marcou a chegada de Trump, manifestantes nativos americanos bloquearam brevemente uma estrada para o local de Dakotan do Sul antes de serem empurrados por um contingente de soldados da Guarda Nacional em equipamento anti-motim.


Os descedentes dos povos originários  gritaram "Land back!", reportando-se às Colinas Negras, terras tribais onde o monumento fica no retiro dos nativos.


Foi percipitível que a  maioria dos membros da platéia no anfiteatro lotado na sexta à noite ficou sem máscara; muitos assentos de nível superior estavam vazios.

Mesmo quando os casos diários nos EUA dispararam, a governadora republicana de Dakota do Sul, Kristi Noem, disse que tanto o distanciamento social quanto as máscaras serão opcionais.

Líderes de tribos nativas dos povos originários locais, uma população particularmente atingida pelo vírus, manifestaram consternação com o risco de coronavírus.


    Veja Também

      Mostrar mais