Donald Trump
Reprodução/Facebook
Pedido de proibição foi feito pelo irmão do presidente, Robert Trump.

Um juiz do tribunal de apelações de Nova York, nos Estados Unidos , autorizou a publicação de um livro escrito por Mary Trump, sobrinha do presidente Donald Trump . Uma decisão proibiu, de forma temporária, que o livro fosse impresso e distribuído. O presidente considera que o conteúdo do livro tem teor “potencialmente explosivo”.

Entitulado “Too Much and Never Enough: How My Family Created The World’s Most Dangerous Man” (Demais e Nunca o Suficiente: Como Minha Família Criou o Homem Mais Perigoso do Mundo”, o livro tinha tido sua publicação proibida até o dia 10 de julho.

Entretanto, com a revogação da decisão, a editora Simon & Schuster poderá seguir com a distribuição e comercialização do livro.

A solicitação foi feita pelo irmão do presidente, Robert Trump, que alega que livro viola um pacto de confidencialidade que envolve o patrimônio de Fred Trump, pai de Donald e Robert, e do pai de Mary, Fred Trump Jr. Porém, o juiz Alan Scheinkman destacou que a editora não é parte do acordo, permitindo a publicação.

O magistrado adiou a decisão sobre a possível violação de acordo por parte de Mary. Segundo a editora, no livro, a sobrinha do presidente revela comportamentos que ela presenciou na casa de avós. Ela se refere aos parentes como “família tóxica”.

    Leia tudo sobre: Donald Trump

    Veja Também

      Mostrar mais