Sanções afetam presidente Bashar al-Assad, sua esposa e outros aliados.
Divulgação/07.06.2016
Sanções afetam presidente Bashar al-Assad, sua esposa e outros aliados.

O secretário de estado dos Estados Unidos , Mike Pompeo, anunciou o início de uma série de sanções contra o presidente da Síria, Bashar al-Assad, sua esposa, Asma al-Assad e outros aliados. O aníncio foi feito nesta quarta-feira (17) através do perfil do secretário no Twitter.

Leia também:

A campanha de sanções terá como base o Caesar Act, que foi promulgado em dezembro pelo presidente dos EUA, Donald Trump, e autoriza a aplicação de sanções contra o mandatário sírio e seus aliados e parceiros comerciais. 

O secretário disse ainda que "muitas outras sanções aparecerão até que Assad e seu regime parem sua desnecessária e brutal guerra e aceitem uma solução política como solicitado pela UNSCR (Resolução do Conselho das Nações Unidas)". 

Desde maio, Trump vem endurecendo as sanções contra o governo sírio e criticando a Rússia e o Irã por, na visão do mandatário norte-americano, estarem apoiando o governo de Bashar al-Assad.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários