Mulher sentada à janela
Noel Hendrickson/GettyImages/CreativeCommons
Isolamento é uma das principais medidas para combater a disseminação do novo coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) mudou nesta sexta-feira (5) as orientações para o isolamento social em casos de contaminação pela Covid-19 . Com base em novos estudos feitos pela organização, agora a recomendação para as pessoas que contraem o novo coronavírus (Sars-CoV-2) é de que elas se isolem por pelo menos 10 dias.

Leia também:
Covid-19: Mundo tem 382,8 mil mortes e 6,4 milhões de casos, diz OMS
Flexibilização do distanciamento deve analisar parâmetros, indica OMS
OMS retoma estudo de hidroxicloroquina para tentar deter Covid-19

As mudanças nas diretrizes valem para os infectados assintomáticos, doentes leves e casos severos hospitalizados, sendo que antes o período recomendado de isolamento era de 7 a 14 dias. Na situação atual, agora os contaminados ficarão isolados por mais três dias depois que os sintomas desaparecerem.

Segundo a líder técnica da organização, Maria van Kerkhove, a pesquisas da organização isolaram o novo coronavírus em um período de até nove dias depois do início dos sintomas no caso de doentes leves. Já caso dos hospitalizados, foi possível encontrar o vírus em até três semanas.

Kerkhove ainda disse que não há evidência científica de que esses pacientes possam transmitir o novo coronavírus para outras pessoas, mas que as descobertas dão pistas sobre o potencial de contágio.

A OMS também atualizou sua recomendação para o  uso de máscaras tanto por profissionais de saúde quanto pelo público em geral.

    Veja Também

      Mostrar mais