covid-19
Reprodução
Os membros do comitê recomendaram que não houvesse motivos para modificar o protocolo do estudo", disse Tedros


O Comitê de Segurança e Monitoramento de Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou a continuação do estudo da hidroxicloroquina como um potencial tratamento para a Covid-19, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante uma entrevista coletiva em Genebra na quarta-feira (03).

Acompanhe: Após três meses, Itália reabre fronteiras para países da União Europeia

Na semana passada, a OMS anunciou que havia suspendido temporariamente os estudos de hidroxicloroquina devido a preocupações em torno da segurança do medicamento.

"Essa decisão foi tomada como precaução enquanto os dados de segurança foram revisados. O Comitê de Segurança e Monitoramento de Dados está fazendo as análises, afirmou Tedros.

"Com base nos dados de mortalidade disponíveis, os membros do comitê recomendaram que não havia motivos para modificar o protocolo do estudo", observou Tedros, acrescentando que a recomendação sobre a retomada será compartilhada com os principais pesquisadores do estudo.

Atualmente, não há tratamento aprovado para o Covid-19.

"Até o momento, não há evidências de que qualquer medicamento reduza a mortalidade em pacientes com a Covid-19", alertou a cientista-chefe da OMS, Dr. Soumya Swaminathan, durante a coletiva de imprensa.

"Na verdade, é uma prioridade urgente para todos nós fazer os estudos necessários, realizar ensaios clínicos randomizados, a fim de obter essas evidências", disse Swaminathan. "Você pode fazer análises, mas existem tantos vieses potenciais na maneira como os pacientes são gerenciados em um ambiente clínico regular que a única maneira de obter respostas definitivas é fazer um estudo randomizado", finalizou.

    Veja Também

      Mostrar mais