Kim Jong-un
Reprodução
Kim Jong-un, líder da Coreia Norte, participou de uma cerimônia em uma fábrica de fetilizante segundo uma agência de notícia estatal

A Agência Central de Notícias da Coréia (KCNA) afirmou nesta sexta-feira (1º) que o líder norte-coreano Kim Jong-un fez sua primeira aparição pública em 20 dias. Rumores que o líder estaria muito doente, ou mesmo morto, têm aparecido nas agências de notícias internacionais. A Coreia do Norte é um dos países mais fechados do mundo. 

Kim, segundo a agência de notícias estatal, participou de uma cerimônia de inauguração de uma fábrica de fertilizantes em Suncheon, perto da capital de Pyongyang, com outros altos funcionários, incluindo sua irmã Kim Yo Jong. 

Inteligência de Taiwan afirma que Kim Jong-un está doente

As informações, porém, não puderam ser verificadas de forma independente e as fotos da cerimônia não foram divulgadas. A reportagem é da agência Aljazeera.

Ausência suspeita

As especulações sobre sua saúde aumentaram depois que ele perdeu a comemoração de aniversário de 15 de abril para seu falecido avô Kim Il Sung , o feriado mais importante do país, pela primeira vez desde que assumiu o poder em 2011. 

Sem publicar imagens, a mídia estatal ainda informou que Kim Jong-un não tem aparecido publicamente porque estava realizando atividades longe da opinião pública.

Kim teria enviado nesses dias   saudações aos líderes da Síria, Cuba e África do Sul e também expressado sua gratidão aos trabalhadores que construíram instalações turísticas na cidade costeira de Wonsan. Algumas informações especulavam que o líder estaria se isolando em Wonsan para se recuperar.. 

Imagens de satélites apontam que King Jong-un pode estar em casa de veraneio

O governo da Coréia do Sul , que tem um histórico de rastrear a elite de Pyongyang, minimizou repetidamente as especulações de que Kim, que estima-se ter 36 anos, estaria com problemas de saúde após uma cirurgia no coração. 

O gabinete do presidente Moon Jae-in disse que não detectou sinais incomuns na Coréia do Norte ou qualquer reação de emergência por parte do partido, militar e gabinete do país. 

A agência disse acreditar que Kim ainda estava administrando assuntos do estado, mas permanecendo em um local não especificado nos arredores de Pyongyang. 

Segurança de Kim Jong-un está com Covid-19, diz jornal

Não ficou claro o que causou a ausência de Kim nas últimas semanas. Em 2014, ele ficou longe dos olhos do público por quase seis semanas e depois reapareceu com uma bengala . A agência de espionagem da Coréia do Sul declarou nesta época, que ele teve um cisto removido do tornozelo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários