Na última terça-feira (14), a Organização Mundial da Saúde emitiu um comunicado pedindo para que governos limitem o consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2).

Leia também: Covid-19: Cadáveres são empilhados em hospital nos EUA

Bebida alcoólica
undefined
Bebida alcoólica

De acordo com a instituição, o uso frequente de álcool por pessoas em isolamento ou quarentena - devido á Covid-19 - pode resultar em piora nas condições de saúde, aumento de comportamento de risco, problemas de saúde mental e maior risco de violência, principalmente, doméstica.

Leia também: Covid-19: número real de infectados no Brasil pode ser até 15 vezes maior

A maior preocupação da OMS é com a Europa, segundo o boletim, a bebida causa 3 milhões de mortes por ano - um terço no continente europeu. Por isso, o órgão defende que deve haver medidas de restrição às bebidas.

Leia também: Estudo diz que número de casos de Covid-19 pode ser sete vezes maior no Brasil

No Brasil, segundo estudo realizado pela Associação Brasileira de Bebidas (ABRABE), o consumo teve queda de 52% no período de 15 a 31 de março. Isso aconteceu pois 61% das vendas de bebidas acontece em bares, restaurantes, casas noturnas e eventos, que seguem fechados devido às medidas para conter a Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários