Ministro Sergio Moro arrow-options
Marcos Corrêa/PR
O ministro Sergio Moro afirmou que é preciso conter abusos de autoridade


Em entrevista transmitida pelo site Jota hoje, 13, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro , instruiu às autoridades que tratem pessoas que descumprirem isolamento social com cuidado e orientação. Fala foi feita quase um mês depois de assinar portaria interministerial que libera penalização às pessoas que não respeitarem a medida. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também está entre os nomes que assinou a portaria.

Leia também: Sérgio Moro minimiza pandemia: "Temor abstrato"

Segundo Moro, é necessário ter diálogo para que a população cumpra as medidas para evitar propagação do novo coronavírus . No entanto, é preciso ter cuidado em relação a abusos de poder. “Nós estamos colocando lá [na portaria], principalmente, que é importante o diálogo, a orientação, seja a autoridade sanitária, polícia, orientar a pessoa a cumprir a medida [de segurança sanitária], esse é o melhor caminho", afirmou.

Leia também: Moro autoriza uso de recursos de segurança para combater Covid-19

O ministro se esquivou da resposta quando foi perguntado sobre sua opinião em relação ao isolamento social, dizendo que cabe a “pessoas envolvidas no combate à pandemia ” decidirem o que é melhor ou não. Porém, respondeu que é necessário pensar medidas que “previnam a disseminação da doença” e o desemprego.

Leia também: Bolsonaro diz que Moro é egoísta e não ajuda em crise

Em relação ao estremecimento de sua popularidade caso tome medidas, Moro disse não se importar. Para ele, a prioridade é pensar no futuro a médio e longo prazo. “Não existe essa questão de preocupar com cobrança, preocupar com índice de popularidade, preocupar com outras coisas que não têm nada a ver com a gravidade desse momento", concluiu o ministro.

    Veja Também

      Mostrar mais