Bolsonaro e Moro
Carolina Antunes/PR
Bolsonaro e Moro

O presidente Jair Bolsonaro disse que o Ministro da Justiça, Sergio Moro, é "egoísta" e não está atuando para defender as suas posições no enfrentamento às medidas restritivas dos Estados e municípios como controle da Covid-19 , o novo coronavírus. O presidente teria alegado estar desassistido juridicamente.

Leia mais: Mandetta volta a defender "caráter técnico" no combate à Covid-19

Bolsonaro também fez queixas sobre a postura do ex-juiz da Operação Lava Jato e disse que o ministro "só pensa nele" e que "não está fazendo nada" para ajudar na disputa que o presidente está travando com os governadores do país.

O ministro Sergio Moro tem ficado isento de comentários em apoio ao discurso de Bolsonaro nas redes sociais sobre o fim da quarentena . Nesta segunda-feira (30), Moro disse em sua conta oficial do Twitter que "prudência no momento é fundamental".

A postagem foi compartilhada junto com um artigo do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), no qual faz um apelo aos magistrados afirmando que "é hora de ouvir a Ciência". 

O ministro da justiça destacou o trecho do texto de Fux, em que é citada a "ausência de expertise em relação à Covid-19 ".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários