Boris Johnson
Divulgação
Boris Johnson anunciou ter testado positivo para o novo coronavírus

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson , está "respondendo ao tratamento médico" e tem condições "clinicamente estáveis", mas permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital St Thomas, informou o governo do país nesta quarta-feira (8).

Leia também: Homem é preso por roubar máscaras para o coronavírus em hospital de Londres

Johnson, que foi internado no último domingo (5) após o tratamento contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em casa não ter apresentado resultado, está lúcido e consciente, informa ainda Downing Street, mas não tem condições de trabalhar. Ainda de acordo com o "Gabinete de Guerra", o premier consegue "telefonar e conversar" normalmente.

Na terça (7), o boletim de informações foi bastante semelhante, ressaltando apenas a informação de que Johnson está recebendo oxigênio, mas não precisa de um respirador pulmonar .

Por conta do Reino Unido não ter Constituição e, com isso não ter uma definição do que acontece quando um premier não pode governar, a nação está sendo liderada pelo ministro Dominic Raab, que toma as decisões consideradas mais ordinárias, juntamente com o chamado Gabinete de Guerra.

No dia 27 de março, o premier de 55 anos anunciou que havia testado positivo para a Covid-19 e que faria um auto-isolamento para tratar da doença. No entanto, como a febre e a tosse continuavam persistentes, ele se dirigiu para o Hospital St. Thomas na noite de domingo para fazer exames.

Leia também: Em ação descoordenada, seis países da Europa avançam para fim da quarentena

Na tarde da segunda-feira (06), porém, o  Boris Johnson precisou ser transferido para a UTI por conta de uma piora no quadro de saúde, onde permanece até o momento. 

    Veja Também

      Mostrar mais