Países da Europa sinalizam para fim da quarentena arrow-options
Reprodução
Países da Europa sinalizam para fim da quarentena

Áustria, Dinamarca, Noruega, República Tcheca e Bélgica sinalizaram para o fim da quarentena e pretendem retomar em breve as atividades em lojas, escolas e empresas; a Eslováquia já havia retomado parte do seu comércio. Os anúncios apontam que países devem sair do lockdown em ritmos diferentes, o que pode ser um desastre se não houver planejamento e capacidade de monitorar os contágios, de acordo com o diretor-executivo do programa de emergências sanitárias da OMS (Organização Mundial da Saúde).

A Alemanha, apesar de não ter anunciado, pode ser um dos próximos países a retomar atividades. O país iniciou uma campanha maciça de testes para identificar quem já possui anticorpos contra o covid-19 e lançou um aplicativo que permite rastrear e monitorar pessoas que tiveram contato com o vírus.

Veja mais: Guiné Equatorial expulsa pastores brasileiros que violaram norma contra covid-19

Determinante para a medida de relaxamanto, os seis países não sofreram sobrecarga nas unidades de atendimento intensivo, e todos têm índices baixos de mortes pelo novo coronavírus em comparativo com o tamanho da população.

leia mais: Brasileiros percorrem em média 72 km para ter atendimento médico, aponta IBGE

Segundo o diretor da OMS, mesmo os países que sofreram impactos menos traumáticos da pandemia não devem adotar uma retomada contínua. Segundo ele, é provável que sigam o método de dois passos para a frente, um para trás, usando como referência a ocupação dos leitos hospitalares. "É preciso haver um colchão de segurança. Se a ocupação estiver chegando perto da capacidade, novas medidas de contenção do contágio são necessárias”, afirma.


    Veja Também

      Mostrar mais