Jovens
Agência Brasil
Contágio entre jovens segue aumentando pelo mundo

Diferentemente do que se pensava, os idosos não são os únicos afetados pela pandemia do novo coronavírus. Dados divulgados recentemente por órgãos de saúde de países como Itália e EUA apontam que o contágio está crescendo entre jovens e pessoas com até 50 anos.

Leia também: Declaração de Eduardo sobre coronavírus cria crise diplomática com China

Segundo informações do Istituto Superiore di Sanità, principal órgão técnico-científico do Serviço Nacional de Saúde da Itália , um quarto dos 28 mil infectados no país pelo coronavírus tem entre 19 e 50 anos. Além disso, 12% dos pacientes tratados em UTI também representam esta faixa etária.

Em entrevista a uma rádio italiana, Luca Lorini, chefe da equipe de tratamento intensivo de um hospital em Bérgamo, no norte da Itália, afirmou que o local tem recebido pessoas cada vez mais jovens nos últimos dias.

"O tipo de paciente está mudando. São mais jovens, entre 40 e 45 anos, e com casos mais complicados. Eles ficaram doentes há cinco ou seis dias e tentaram realizar tratamentos dentro de casa. Com isso, as condições em que chegam ao hospital são mais críticas", afirmou Lorini à RaiNews24.

Recentemente, hospitais na Lombardia também viram o número de pacientes mais jovens crescer, com pessoas com idades entre 25 e 50 anos sendo recebidos para iniciar tratamento contra a Covid-19 .

Leia também: Novo coronavírus: Brasil tem 529 infectados em 20 estados e no Distrito Federal

EUA também vê aumento de jovens

Outro dado que aponta para esta tendência é percebido nos EUA . Segundo o Centro de Prevenção e Controle de Doenças , dos 508 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus, 38% tinham de 20 a 54 anos.

Além disso, entre os infectados mais graves, que precisaram ser encaminhados para o tratamento intensivo, metade tinha menos de 65 anos. Apesar disso, a faixa etária acima dos 65 anos segue sendo a mais vulnerável.

"Acredito que todo mundo deveria prestar atenção nesta nova doença. Ela não ficará restrita aos idosos. Jovens também precisam ser cuidados, mesmo que achem que não serão atingidos", afirmou Stephen S. Morse, professor de epidemiologia na Universidade de Columbia, em entrevista ao jornal The New York Times.

Leia também: Prefeito de Niterói confirma morte de idoso por coronavírus

Ainda de acordo com o informe do CDC , a divisão de idades entre os infectados no país é de 6% com 85 anos ou mais, 25% entre 65 e 84, 18% entre 55 a 64, 18% entre 45 a 54, além de 29% entre 20 e 44 anos. Já o total de mortos entre os pacientes de 20 a 64 anos é de nove. 

    Veja Também

      Mostrar mais