Tamanho do texto

Terremotos iniciaram na madrugada desta segunda e já foram computados 70 tremores. Não há mortos, mas região que foi afetada está em alerta

Catedral florença arrow-options
Creative Commons
A cada nova tremor, a Catedral de Florença precisa ser verificada

Um terremoto de 4,5 graus de magnitude atingiu Toscana, na Itália , na manhã desta segunda (9), provocando danos em edifícios e caos no sistema de transporte. A cúpula da Catedral de Florença está sendo verificada a cada novo tremor.

Leia também: Marcelo Odebrecht diz que Lula pediu projeto da empresa em Cuba

 Não há relato de vítimas até o momento. O tremor de 4,5 graus foi o mais forte de uma série de terremotos que estão sendo registrados desde a madrugada (às 3h38 locais) na região.

A Defesa Civil da Toscana informou que recebeu alertas de danos em edifícios e igrejas. A empresa ferroviária Ferrovie dello Stato interrompeu a circulação de trens de alta velocidade na região e de algumas linhas intermunicipais. 

Leia também: Cão com rabo na testa e uma girafa cinza: acredite, isso não é mutação

Escolas também foram fechadas nesta segunda-feira por precaução. Moradores das cidades de Florença , Prato, Empoli, San Miniato, Pistoia e Arezzo receberam alertas e sentiram os tremores.

Ao todo, os institutos computaram 70 tremores de terra na Toscana, sendo 36 com emissão de alerta, com epicentros em Scarperia, San Piero e Barberino del Mugello, nas redondezas de Florença. As magnitudes variam de 2 a 4,5 graus.

Leia também: Moro é o ministro melhor avaliado do governo Bolsonaro, diz Datafolha

"Os terremotos em curso na Toscana são mais próximos à falha que se ativou em 1514 do que à falha que causou o grande terremoto de 1919", informou o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia da Itália.