Fernández é recebido por Macri na Casa Rosada um dia após eleição
Presidência da República da Argentina
Fernández é recebido por Macri na Casa Rosada um dia após eleição

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, foi recebido na Casa Rosada nesta segunda-feira (28) pelo atual presidente, Mauricio Macri , a quem derrotou nas urnas no último domingo (27).

Segundo informações extra-oficiais, o encontro foi cordial, e Fernández saiu sorridente do palácio do governo. Foi feita uma foto oficial com um aperto de mãos entre ambos. A reunião durou uma hora e já é considerada uma mudança de postura no país.

Tanto o governo como o presidente eleito estão interessados em promover uma transição civilizada até o próximo dia 10 de dezembro. Os primeiros passos já foram dados. Na noite de domingo, colaboradores de Fernández foram consultados sobre a decisão do Banco Central de limitar a compra de dólares a US$ 200 mensais.

Os economistas que assessoram Fernández estiveram de acordo de a iniciativa ser anunciada nesta manhã pelo presidente do Banco Central, Guido Sandleris. Após as primárias de agosto passado, o nervosismo do mercado levou a fortes intervenções do BC no mercado e à perda de cerca de US$ 20 bilhões em reservas.

Você viu?

Leia também: Capital da Colômbia elege primeira mulher lésbica para a prefeitura

Não houve coletiva nem pronunciamento conjunto após o encontro na Casa Rosada . Mas ainda existe expectativa de algum comunicado oficial.

O gesto de Macri foi elogiado por aliados e adversários. Em 2015, quando o presidente foi eleito, sua antecessora, a agora vice-presidente eleita Cristina Kirchner , não o recebeu nem esteve presente na posse de seu sucessor.

Nas próximas horas, espera-se que Fernández anuncie uma equipe de transição que deverá, segundo fontes, estar em contato com funcionários de Macri. O presidente eleito já foi parabenizado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), a embaixada dos EUA e varios governos da região, como o do Chile.

O presidente Bolsonaro afirmou, no entanto, que não irá cumprimentar Fernández . O brasileiro apoiou publicamente o candidato à reeleição Mauricio Macri.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários