Subiu para 15 número de mortos em decorrência dos protestos no Chile
Divulgação/Carabdechile
Subiu para 15 número de mortos em decorrência dos protestos no Chile

O número de mortos nos protestos que sacodem o Chile desde a semana passada subiu para 15, dos quais 11 na região metropolitana da capital Santiago, informou nesta terça-feira (22) o subsecretário de Interior, Rodrigo Ubilla. Segundo Ubilla, todas as mortes estão associadas a saques e incêndios de centros comerciais, sendo que três das pessoas que morreram em incidentes fora da capital foram vítimas de tiros.

Leia também: Região metropolitana de Santiago passa por novo toque de recolher

"Temos um total, a nível nacional, de 15 falecidos, 11 deles na região metropolitana associados a incêndios e saques, principalmente de centros comerciais", disse o subsecretário de Interior do Chile  em conferência de imprensa na manhã desta terça.

Leia também: Protestos pacíficos tomam as ruas de Santiago após dias de violência

Já o Instituto Nacional de Direitos Humanos do Chile (INDH) contabiliza 84 pessoas feridas a bala em razão dos protestos e saques, das quais cinco estão em estado grave e uma corre risco de morrer, relata o site do jornal chileno La Tercera . A organização também denunciou a detenção de 1.420 pessoas nas manifestações, entre elas 181 menores de idade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários