Tamanho do texto

Sistema de divulgação de informações deve ser implementado ainda este ano e será progressivamente integrado a outros organismos da Santa Sé

vaticano arrow-options
Divulgação/Ansa
Vaticano terá sistema de apresentação de dados de pedofilia

O Vaticano pretende implementar ainda neste ano um sistema público de apresentação de relatórios e dados sobre crimes de pedofilia ou abuso de vulneráveis. A informação foi
divulgada nesta terça-feira (30) pelo cardeal Angelo Comastri, do Vicariato da Cidade do Vaticano.

Leia também: Arquiteto instala gangorras para crianças nos dois lados da fronteira dos EUA

O jornal L'Osservatore Romano teve acesso a uma carta enviada por Comastri aos chefes de dicastérios e assistentes espirituais do Vaticano , na qual orienta para que sejam
trazidas à tona eventuais informações e acusações de abuso.

A iniciativa incorpora as novas diretrizes para lidar com casos de abusos sexuais determinadas pelo papa Francisco , através de uma nova lei e de um Motu Proprio, as quais
entraram em vigor no dia 1 de junho.

O sistema de divulgação de informações sobre pedofilia e denúncias de negligência dentro do Vaticano será progressivamente ativado e integrado a outros organismos da Santa Sé.
Até o momento, porém, não foram divulgados detalhes de como o sistema funcionará.

Leia também: Novo ataque a tiros deixa pelo menos dois mortos nos Estados Unidos

Em junho, o papa indicou o monsenhor Robert Oliver, atual secretário da Pontifícia Comissão para a Tutela de Menores no Vaticano , para a função de receber todas as informações e
denúncias sobre possíveis casos de abuso sexual envolvendo a Igreja Católica.