Tamanho do texto

Brinquedo foi colocado com a intenção de questionar a existência do muro na fronteira entre o território norte-americano e México; assista ao vídeo

gangorras arrow-options
Reprodução/Instagram
Arquiteto instalou gangorras nos dois lados da fronteira

O arquiteto Ronald Rael instalou várias gangorras na fronteira dos Estados Unidos com o México, de modo que as crianças dos dois lados possam brincar juntas. O brinquedo foi colocado com a intenção de questionar a existência de um muro entre os países.

Leia também: Deputado quer proibir documento que facilita repatriação de brasileiros nos EUA

Rael, que vive na Califórnia, instalou as gangorras na divisa entre El Paso, no território norte-americano, e Ciudad Juaréz, no México, com a ajuda de alguns amigos. O arquiteto acredita que essa seja uma forma lúdica de unir os países.

O brinquedo foi colocado entre as grades de metal que separam a fronteira, de modo que cada ponta da gangorra fique de um lado do muro. Assista no vídeo:



Não é a primeira vez que uma intervenção do tipo é feita na fronteira. Em 2017, um artista francês conhecido como JR colocou uma imagem dos olhos de um "sonhador" no local. Um piquenique foi organizado em cima da instalação e as pessoas de ambos os lados compartilharam a mesma comida, como se fosse uma mesa gigante. Até a banda ficou dividida entre os dois países. 

fronteira arrow-options
Reprodução/Instagram
O artista criou um "piquenique gigante" na fronteira













"Pessoas comendo a mesma comida, dividindo a mesma água, escutando a mesma música (metade da banda de cada lado) em torno do olho de um sonhador... Nós esquecemos o muro por um minuto", escreveu JR em suas redes sociais, na ocasião.