Tamanho do texto

Motocicleta que realizava escolta bateu na mulher, que teria quebrado a pelve; vítima está hospitalizada e deve ser visitada pessoalmente pelo casal

Guarda real de Londres
Reprodução/Daily Mail
Comitiva do duque e a duquesa de Cambridge estava viajando de Londres para Windsor quando o acidente aconteceu

Uma senhora de 83 anos está no hospital após ser atingida por uma motocicleta que fazia parte da escolta da guarda real que acompanhava o comboio do príncipe William e de sua esposa, a duquesa Kate Middleton.

Leia também: Radialista é demitido após comparar bebê real com chimpanzé

A comitiva do duque e a duquesa de Cambridge estava viajando de Londres para Windsor na tarde de segunda-feira (17) quando o acidente aconteceu. A mulher, Irene Mayor, foi atropelada pela guarda real e está estado grave, mas estável, segundo a polícia. Segundo o site britânico Mail Online , ela teria quebrado a pelve.

"Minha mãe está bastante lesionada. Eles só estão a mantendo estável neste momento", disse sua filha, Fiona, ao portal.

O tabloide The Sun , citando testemunhas, disse que a escolta estava no lado errado da via, parando o tráfego para o casal, quando Irene foi atingida. A corregedoria da polícia britânica, a Agência Independente para Conduta Policial, disse que abriu uma investigação sobre o ocorrido.

Segundo um porta-voz, o casal real teria ficado "extremamente preocupado e triste" ao saber do acidente e planeja visitar a idosa no hospital.

Leia também: Trump volta a negar ter chamado Meghan Markle de 'desagradável'

"Vossas Altezas Reais desejam o melhor para Irene e sua família e vão manter contato durante todas as etapas de sua recuperação", disse a porta-voz.

Segundo o jornal britânico Daily Mail , um helicóptero de resgate chegou na região em 20 minutos, mas só conseguiu pousar para resgatar Irene após sobrevoar por mais 20 minutos.

O acidente aconteceu quanto o casal estava indo para um serviço na Capela de São Jorge, em Windsor, para celebrar a Ordem da Jarreteira.

Leia também: Trump nega ter se referido a Meghan Markle como uma pessoa desagradável

Em janeiro, uma mulher ficou ferida em um acidente de carro envolvendo o príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, na propriedade real em Sandringham. A Land Rover que Philip, de 98 anos, dirigia, pessoalmente, sem a guarda real , capotou e ele abriu mão de sua carteira de motorista pouco depois.