Tamanho do texto

Barco, que transportava turistas sul-coreanos, virou ao ser atingido por outra embarcação turística perto do edifício do Parlamento húngaro

Acidente Hungria
Reprodução/Twitter
Sete pessoas morreram e outras 19 seguem desaparecidas após o naufrágio

Pelo menos sete pessoas morreram e 19 estão desaparecidas depois que o barco de passageiros Sereia, que transportava turistas sul-coreanos, virou no rio Danúbio, em Budaspeste, capital da Hungria, na quarta-feira, disseram a polícia e o serviço de ambulâncias.

Leia também: Netanyahu não consegue formar novo governo e Israel terá novas eleições

O barco virou ao ser atingido por outra embarcação turística perto do edifício do Parlamento da Hungria . Houve fortes correntes no rio em razão de uma tempestade no local.

Mihaly Toth, um porta-voz do dono do barco, informou à TV estatal húngara que o barco havia afundado.

Um grande esforço de resgate foi realizado com barcos, mergulhadores, holofotes e varreduras de radar vários quilômetros rio abaixo.

A polícia informou que o barco transportava 33 turistas sul-coreanos e mais dois tripulantes.

Um porta-voz do serviço de ambulâncias disse à TV estatal que 14 pessoas haviam sido retiradas da água até aquele momento. Além das 7 pessoas que morreram, outras sete sofriam hipotermia, mas estavam estáveis. Não ficou claro quantas pessoas no total foram resgatadas com vida.

Leia também: Polícia tenta prender monge conhecido com "Bin Laden Budista"