Tamanho do texto

Ventos de mais de 200 km/h atingiram o país e pelo menos nove pessoas morreram arrastadas; fenômeno é um dos maiores da história do Índico

ciclone em Bangladesh
Nasa
Ciclone atingiu Bangladesh e deixou pelo menos nove mortos


Pelo menos nove pessoas morreram após um ciclone atingir Bangladesh nesta sexta-feira (3). Ainda que o fenômeno já estivesse previsto após anúncios da Nasa, o país não conseguiu se preparar a tempo e várias casas foram devastadas. De acordo com a AFP, o fenômeno foi o maior da nação atingida e um dos maiores da história do Oceano Índico.

Lei também: Papa nomeia cardeal brasileiro para maior assembleia de bispos da América

Os ventos atingiram mais de 200 km/h e arrastaram casas, árvores e pessoas. As primeiras informações da polícia de Bangladesh dão conta de que nove pessoas morreram e dezenas estão hospitalizadas.

Chamado de ciclone Fani, o fenômeno atingiu a cidade de Puri, na Índia , e se arrastou para o país vizinho. Bangladesh é todo rodeado pelo território indiano.

Leia também: Militares brasileiros auxiliam vítimas de novo desastre em Moçambique

O impacto dos ventos foi tão grande que um acampamento montado a 6,4 mil metros, no Monte Everest, sentiu as vibrações. Algumas tendas voaram. Para evitar uma nova devastação, Bangladesh organizou abrigos com capacidade para até 1,6 milhão de pessoas.