Tamanho do texto

Apesar do anúncio feito por Juan Guaidó na manhã desta terça, apoiadores do presidente garantem que a situação na Venezuela está sob controle

Nicolás Maduro
Reprodução/Twitter
Ministro garantiu que as Forças Armadas seguem leais a Maduro

O ministro da Defesa e comandante das Forças Armadas da Venezuela (FANB), Vladimir Padrino, garantiu nesta terça-feira (30) que a situação a Venezuela está sob "controle", logo depois da  oposição anunciar que os militares do país abandonaram Nicolás Maduro.

Leia também: Opositor de Maduro, deputado é preso em Caracas

"A FANB se mantém firme na defesa da Constituição Nacional e suas autoridades legítimas. Todas as unidades militares das oito Regiões de Defesa Integral reportam normalidade em seus quarteis e bases militares, sob ordem dos seus comandantes naturais", escreveu Padrino no Twitter, em publicação que foi compartilhada por Maduro .

O ministro também disse que as Forças Armadas rechaçam "esse movimento golpista que pretende levar violência ao país".

"Os 'pseudolíderes' políticos que se colocaram diante deste movimento subversivo usam tropas e policiais com armas de guerra em uma via pública da cidade [ Caracas ] para criar tumulto e terror", criticou Padrino , chamando os opositores de "covardes".

"Leais sempre, traidores nunca!", escreveu, referindo-se à informação divulgada pelo autoproclamado presidente da Venezuela, Juain Guaidó , de que as Forças Armadas estariam ao lado da oposição, contra Maduro .

Leia também: Governo Trump impõe sanções a chanceler da Venezuela e pressiona Maduro