Dados sobre gastos militares foram divulgados nesta segunda pelo Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo
Du Amorim/A2 Fotografia
Dados sobre gastos militares foram divulgados nesta segunda pelo Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo

Alimentados pelo aumento dos gastos dos Estados Unidos e China, as duas maiores economias globais, os gastos militares atingiram o nível mais alto. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo (Sipri).

Leia também: Em meio a crise interna, Bolsonaro exalta trabalho dos militares em discurso

Nos Estados Unidos, os gastos aumentaram 4,6% em 2018, chegando a 649 bilhões de dólares e colocando o país ainda mais na dianteira em relação às demais nações. Os EUA foram responsáveis por 36% do total de despesas militares globais, valor próximo aos gastos combinados dos oitos países seguintes na lista, segundo o Sipri.

Leia também: Em meio a crise interna, Bolsonaro exalta trabalho dos militares em discurso

Você viu?

A China , em segundo lugar, apresentou seu 24º crescimento anual consecutivo, aumentando seus gastos militares em 5%, num total de 250 bilhões de dólares.

A lista segue com Arábia Saudita (67,6 bilhões de dólares) Índia (66,5 bilhões) e França (63,8 bilhões). Em sexto lugar está a Rússia (61,4 bilhões), que, pela primeira vez desde 2006, diminuiu seus gastos com militares e deixa de fazer parte dos cinco maiores da lista do Sipri.

Leia também: Em meio a polêmica, Planalto divulga vídeo exaltando a ditadura militar

* Com informações da Deutsche Welle.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários